top of page
  • Foto do escritorDra. Thaísa Bramusse

Wegovy (semaglutida) para emagrecer: o que você precisa saber


No dia 02 de janeiro de 2023, a ANVISA aprovou para comercialização o Wegovy, um medicamento da farmacêutica Novo Nordisk. Esse fármaco tem como princípio ativo a semaglutida, a mesma substância do Ozempic, que é um medicamento já comercializado no país para tratamento de diabetes descontrolado.


E por que se fala tanto nesse medicamento? Para isso, precisamos entender o que é a semaglutida.


A semaglutida

A semaglutida é uma substância análoga a o GLP-1, um peptídeo semelhante ao glucagon tipo 1 (uma incretina). Ele é produzido pelo intestino e pelo pâncreas para regular o metabolismo da glicose. Por essa razão, a semaglutida foi, primeiramente, indicada para o controle do diabetes.


Porém, a semaglutida também age retardando o esvaziamento gástrico, o que promove sensação de saciedade por mais tempo, além de reduzir o apetite. Daí os efeitos emagrecedores.


A semaglutida melhora o metabolismo da glicose e outros índices cardiometabólicos, como a redução da circunferência abdominal, da hemoglobina glicada, dos triglicérides e a regulação da pressão arterial.


Ou seja, é de fato um medicamento que pode ser muito útil para o emagrecimento e para tratar comorbidades associadas, quando bem indicado.


Quanto a Semaglutida emagrece?

Antes de tudo, vamos falar francamente! Quem emagrece é você, com a mudança de hábitos. A semaglutida é um medicamento para emagrecer que vai te ajudar no processo.


Segundo a farmacêutica, os estudos mostraram que a semaglutida foi capaz de reduzir o peso corporal em até 17% em 68 semanas de uso. O tratamento também contribuiu para a perda de 20% do peso corporal de uma em cada três pessoas e 83,5% dos pacientes reduziram o peso em pelo menos 5%.


Esses índices podem ser comparados ao emagrecimento proporcionado pela cirurgia bariátrica com a técnica sleeve!


Qual a diferença entre o Wegovy e o Ozempic?

Em teoria, são o mesmo medicamento, pois têm o mesmo princípio ativo, a semaglutida. Porém, o Ozempic tem comercialização aprovada somente para o tratamento do diabetes tipo 2.


Apesar disso, ele já é usado para o tratamento da obesidade, mesmo que sem indicação em bula, com base nas diversas evidências de eficácia e segurança, em tratamentos prescritos e acompanhados pelo médico.


Estudos mostram que pacientes que utilizaram o Ozempic chegaram a perder cerca de 15% do peso corporal, ao longo de 18 meses.


Além da indicação em bula, Wegovy e Ozempic possuem diferentes apresentações. Ambos são administrados em aplicações subcutâneas semanais (canetas).

  • O Ozempic é comercializado nas seguintes doses: 0,25, 0,5 e 1 mg.

  • O Wegovy será comercializado nas seguintes doses: 0,25, 0,5, 1, 1,7 e 2,4 mg.


Quando o Wegovy estará disponível e qual o preço?

Ainda não existe data para a chegada do medicamento às farmácias brasileiras, mas a previsão é para o segundo semestre de 2023.


Os valores também não foram divulgados pela farmacêutica e isso tem preocupado muita gente, em busca de um remédio para emagrecer mais eficaz.


Nos Estados Unidos, onde já é comercializado, uma caixa chega a custar mais de US$ 1.300, o que ultrapassa R$7 mil, para uma quantidade suficiente para 28 dias.


Mas, muita calma nessa hora. Vamos esperar a divulgação da farmacêutica.


Quais as contraindicações do Wegovy?

Como ainda não foi disponibilizada a bula, podemos supor que sejam as mesmas do Ozempic: mulheres grávidas e amamentando, menores de 18 anos e portadores de doença do olho diabético.


Quem sofre com doença renal e hepática, e tem histórico de câncer de tireoide também deve avaliar com o médico se há risco no uso do medicamento.


Na verdade, essas são recomendações gerais. Eu recomendo que cada paciente seja avaliado individualmente, para uma prescrição segura.


Quais os efeitos colaterais do Wegovy?

Também temos como base o Ozempic, cujos efeitos comuns são no trato digestivo: náuseas, vômitos, constipação, diarreia, hipoglicemia, indigestão, refluxo, azia, dor ou inchaço no estômago, constipação, cálculo biliar, tontura, cansaço e gases.


O que acontece se eu parar de tomar semaglutida?

O tratamento não deve ser interrompido sem orientação médica. Esse tipo de medicamento precisa do que chamamos de desmame, ou seja, uma redução progressiva da dose, para que o organismo se adapte e não haja o risco de efeito rebote.


Por ter doses mais elevadas o Wegovy emagrece mais?

Não necessariamente, mas amplia as possibilidades de tratamento.


O que eu acho relevante explicar, é que esse tipo de fármaco surge com grande apelo na mídia, nas redes sociais, mas nem todas as pessoas têm indicação de uso.


E mesmo quando é indicado, é preciso avaliar a dosagem correta, a evolução dos resultados e dos efeitos no organismo do paciente. Precisamos monitorar periodicamente, para garantir um tratamento eficaz e, acima de tudo, seguro para o paciente.


É claro que esse tipo de terapia é promissora e nos deixa otimistas, por ser mais uma alternativa na luta contra a obesidade.


Mas não arrisque sua saúde, seu tempo e seu dinheiro (pois são medicações caras) recorrendo à automedicação ou seguindo o “tratamento da amiga”. Já recebi no consultório pacientes com efeitos colaterais sérios e outros que alegaram “ter usado por conta própria, mas o remédio não funcionou”.


Se quiser saber mais sobre medicações para emagrecer, me mande sua dúvida ou entre em contato!


Até a próxima!


Dra. Thaísa Bramusse



Comments


bottom of page