top of page
  • Foto do escritorDra. Thaísa Bramusse

Emagrecer com saúde: o que você NUNCA deve fazer


Se emagrecer fosse fácil, não haveria obesos no mundo. Emagrecer com saúde e manter o peso adequado requer identificar as causas (que podem ser várias) do sobrepeso e tratá-las, além de mudar o estilo de vida.


O que eu percebo é que, no desespero para emagrecer, as pessoas se submetem a soluções que não trarão resultados duradouros e que podem comprometer seriamente a saúde. Muitas vezes, isso acontece por falta de orientação.


Se você já enfrentou o efeito sanfona ou não consegue emagrecer com saúde, confira erros comuns a seguir e veja qual deles você comete!


Focar em estética e não em saúde

Esse é o primeiro problema e o mais sério deles. Normalmente, as soluções envolvem “fórmulas mágicas” e extremismos. É preciso mudar a mentalidade sobre a necessidade de emagrecer.


É claro que conquistar a boa forma é algo cativante, que melhora nossa autoestima. Mas isso é somente uma das consequências do emagrecimento. É essencial deixarmos de lado a “pressão social” pela boa forma ou corpo perfeito. Isso também não é saudável.


Emagrecer deve ser encarado com uma transformação de vida. É um processo que te ajudará a prevenir e a combater doenças crônicas e graves associadas ao sobrepeso, como diabetes, hipertensão, autoimunes, reumáticas, câncer…


Então, quando focamos em saúde e não somente em estética, nosso objetivo se torna mais valoroso e nossa motivação muito maior!


Começar uma dieta sem avaliação médica

Esse é um erro comum: a falta de orientação para emagrecer com saúde.

Muitos pacientes chegam a mim frustrados, após adotarem dietas de amigas e de blogueiras, sem o mesmo resultado delas. E me perguntam “qual a melhor dieta então, doutora?”.


Não existe uma melhor dieta. Existe a dieta apropriada para você.

Para traçar um protocolo de emagrecimento e manutenção de peso, é preciso avaliar vários parâmetros de seu organismo, seus hábitos de vida, seu histórico médico e familiar, suas dificuldades…


Protocolos individualizados e com acompanhamento periódico são muito mais eficazes e seguros. Invista seu dinheiro, seu tempo e sua energia em algo que realmente te fará emagrecer com saúde.


Adotar dietas restritivas sem orientação médica


Esse erro complementa o anterior. Dietas restritivas podem sim ser adotadas, desde que planejadas conforme as necessidades do seu corpo e por um tempo determinado.


Se você faz restrições alimentares de forma aleatória, corre o risco de não nutrir seu organismo adequadamente e provocar o efeito contrário: falta de saciedade e aumento da fome.


Além disso, viver em restrição é um gatilho para a compulsão alimentar, principalmente, para quem já sofre com esse transtorno ou tem tendência. Por isso, deve ser uma estratégia adotada somente com orientação médica.


O efeito sanfona é uma das consequências mais comuns de quem pratica esse tipo de dieta, sem orientação médica.


Exagerar nos exercícios sem mudar a alimentação

A alimentação é o principal fator do emagrecimento, tendo os exercícios como aliados.

Quando praticamos atividade física, nossa fome aumenta, para repor a energia gasta. É preciso ingerir os alimentos corretos para construirmos e recuperarmos os músculos e não ganhar gordura, em vez disso.


Além disso, se você aumentar a carga de exercícios mas não reduzir o consumo de carboidratos e gorduras trans, por exemplo, continuará sujeito ao risco aumentado para o diabetes e as doenças cardiovasculares.


Por outro lado, se você praticar exercícios de força e se alimentar adequadamente, estará contribuindo para o ganho de músculos, para acelerar seu metabolismo e para perder gordura. Ou seja, para emagrecer com saúde.


Recorrer à medicação sem tratar a causa

Alguns medicamentos podem ser indicados como coadjuvantes no tratamento da obesidade. Afinal, como disse anteriormente, as causas do sobrepeso são distintas e requerem tratamento específico.


Porém, algumas pessoas se automedicam de forma indiscriminada. Por exemplo, o uso de laxantes e diuréticos compromete a absorção de nutrientes e está longe de ser uma solução saudável.


Medicamentos para ansiedade e transtornos psicológicos devem ser prescritos por um médico e somente parte do tratamento, associados à terapia e ao acompanhamento.


Somente seu médico pode prescrever medicamentos, conforme seu caso e seu protocolo. Recorrer à automedicação é um risco para a saúde e dificilmente levará a resultados eficazes e duradouros.


Apostar em tratamentos estéticos e intervenções cirúrgicas

Mais um erro comum: procedimentos estéticos caríssimos que não fazem milagres!


Atualmente, existem tratamentos que auxiliam na queima de gordura localizada e melhoram o aspecto da pele. Mas eles são um complemento. Se você continuar com maus hábitos alimentares e sedentário, por exemplo, a solução será somente provisória, e o pior, não refletirá no emagrecimento saudável.


O mesmo alerta serve para lipoaspiração ou cirurgia bariátrica. Essa última, ainda, requer acompanhamento nutricional e psicológico antes e depois do procedimento. É uma intervenção complexa e de risco, que não garante resultados sem a mudança de hábitos.


Manter hábitos antigos e pouco saudáveis

Assim, chegamos no último mas não menos importante erro. Não há como emagrecer com saúde e manter o peso adequado, sem mudar hábitos prejudiciais. A obesidade é uma doença crônica que pode ser controlada com sucesso, mas não tem cura. Por isso a necessidade de mudança.


É indispensável:

  • Cuidar da qualidade do seu sono;

  • Controlar o estresse e a ansiedade com atividades prazerosas, relaxantes e terapia, para não fazer da comida uma válvula de escape;

  • Avaliar a existência de transtornos alimentares para tratamento adequado;

  • Moderar no consumo de álcool e não fumar;

  • Praticar atividade física regularmente, principalmente, exercícios de força;

  • Manter o equilíbrio hormonal e nutricional (o acompanhamento médico é essencial).


Minha recomendação para emagrecer com saúde é buscar avaliação e orientação médica, antes de iniciar qualquer dieta. O cuidado individualizado é a melhor forma de assegurar bons resultados e melhorar sua saúde.


Conte comigo, para o que precisar!


0 comentário

Comments


bottom of page